domingo, 9 de novembro de 2014

Escolas públicas de Petrópolis, RJ, ganham bibliotecas comunitárias

Duas unidades foram contempladas com o projeto “Vamos Todos Ler”. Iniciativa foi através da parceria entre Instituto Oldemburg e Prefeitura.

Do G1 Região Serrana
Escolas públicas de Petrópolis ganham bibliotecas comunitárias (Foto: Divulgação/Ascom PMP)A inauguração foi nesta sexta com a presença do
prefeito Rubens Bomtempo e da diretora executiva
do instituto, Cristina Oldemburg (Foto: Divulgação/
Ascom PMP)
Duas escolas da rede municipal de ensino de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foram contempladas com 'Salas de Leitura', com mil livros para cada unidade, destinada a toda comunidade. A inauguração dos espaços foi nesta sexta-feira (7). A iniciativa foi através de uma parceria entre a Prefeitura e o Instituto Oldemburg de Desenvolvimento, que disponibilizou o acervo, que abrange diversas faixas etárias e áreas de interesse, como Literatura Brasileira, Estrangeira e Infantojuvenil; além de Ciências Sociais, História, Desenvolvimento Pessoal, Artes, Filosofia e Esporte. As obras chegaram à cidade por meio do projeto “Vamos Todos Ler”, com o qual o instituto trabalha ações de estímulo à leitura.

As salas contam com acessibilidade e a proposta é que fiquem abertas em horário especial para atender a população. Os livros foram disponibilizados nas escolas municipais Lúcia de Almeida Braga, no Vale do Carangola, e Pedro Amado, no Meio da Serra. A escolha das unidades de ensino foi feita pela própria instituição, que promove essa iniciativa em diversos municípios. A intenção, além de incentivar a leitura, é, também, promover a integração entre escola e comunidade. Para atender melhor o público, as diretoras das escolas envolvidas no projeto, bibliotecários e representantes das comunidades, que atuarão como voluntários nas Salas de Leitura, foram capacitados, conforme prevê o trabalho da Secretaria de Educação. Os espaços também foram montados pela secretaria.

“As salas de leitura aproximam e fazem com que todos possam estar mais próximos das realidades. Essa é a concretização de um sonho de todos. A educação é a saída e o segredo para conseguirmos um país melhor”, disse o prefeito Rubens Bomtempo ao lado da secretária Chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo.
Antônio Torres participa da inauguração das bibliotecas comunitáris em escolas de Petrópolis (Foto: Divulgação/Ascom PMP)Antônio Torres autografou livros doados aos
espaços (Foto: Divulgação/Ascom PMP)
O imortal Antônio Torres participou das inaugurações e autografou os livros entregues aos alunos das escolas que receberam o projeto.

“Iniciativas como esta são gratificantes, pois a leitura começa na escola. A leitura é uma viagem sem fim nas nossas mentes. Sem ela não há futuro”, destacou.

Durante as solenidades, os alunos prestaram homenagens ao escritor com a leitura de poema, apresentação musical e exposição com pinturas, esculturas e caricaturas que retrataram a vida e a obra do escritor.

“Só temos a agradecer a Prefeitura e ao Instituto Oldemburg por lembrarem da nossa escola e da nossa comunidade”, disse a diretora da escola Pedro Amado, Clarinda Reis. Já a diretora da escola Lúcia de Almeida Braga, Silvia Barros destacou que o espaço estará aberto à comunidade. “Tenho certeza que essa iniciativa irá marcar um novo tempo da vida cultural da nossa comunidade”.

Para aproximar o público da literatura brasileira, as salas de leitura homenageiam autores nacionais, tais como Dias Gomes, Graciliano Ramos e Rubem Braga, cujas obras estão presentes no acervo, e padrinhos como Antônio Torres, Guilherme Fiuza, Nélida Piñon, Augusto Boal, Heloisa Seixas, entre outros.

O projeto do Instituto Oldemburg de Desenvolvimento abrange todo o Brasil e as salas de leitura instaladas nas unidades de ensino de Petrópolis, foram, respectivamente, as de número 800 e 801.

“Esperamos ver estes espaços repletos de alunos e que estes tragam sua família e a comunidade para dentro da escola”, ressaltou Cristina Oldemburg, 
Fonte: www.g1.globo.com em 08.11.2014