sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Museu é inaugurado em Fabriciano com acervo doado por moradores

Museu José Avelino Barbosa recebe o nome do pioneiro da cidade.

Parte do acervo do museu foi doado por moradores do município.

Do G1 Vales de Minas Gerais
Fotografia do Colégio Angélica ainda em obras em 1955 (Foto: Divulgação/PMI)Fotografia do Colégio Angélica ainda em obras em 1955 (Foto: Divulgação/PMI)
   cidade de Coronel Fabriciano inaugura nesta quarta-feira (22) o Museu Histórico Municipal José Avelino Barbosa. A solenidade de abertura do evento será realizada às 19h, promovida pela prefeitura, por meio da Secretaria de Educação e Cultura.
O museu que fica no centro da cidade terá ficará aberto ao público incialmente de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. A partir de fevereiro, de terça a domingo, ele estará aberto ao público das 12h às 17h.  
É um centro de pesquisa sobre a história da região do Vale do Aço"
Amir José de Melo
Iniciando suas atividades, o museu conta com mais de 200 peças e cerca de duas mil fotografias que contam a história da região e do Vale do Aço. O gerente de Cultura do município e presidente do Conselho de Patrimônio Cultural, Amir José de Melo, ressalta que a prefeitura está trazendo um espaço onde se encontra cultura e um centro de pesquisa da história da região.
“A Administração Municipal está criando um espaço cultural que, ao mesmo tempo, é um centro de pesquisa sobre a história da região do Vale do Aço e, mais especificamente, sobre a história de Coronel Fabriciano”, explica.
Muitos objetos que se encontram no museu foram doados por moradores da cidade. Os familiares do pioneiro da cidade José Avelino Barbosa, homenageado com o nome do Museu, também doaram peças ao espaço.
Entre as peças do acervo do museu, encontra-se a imagem de São Sebastião que inaugurou a primeira igreja do antigo povoado do Calado, em 1929, e o quadro “O Último Trem”, de Míriam d’Arc, pintado em 1979. Para ter um acervo maior, o museu continuará recebendo as doações de peças antigas, fotografias e qualquer outro material que ajudam a contar a história de Fabriciano e região.
Fotografia do "O Último Trem" de Vitória Minas  (Foto: Divulgação/PMI)Fotografia do "O Último Trem" de Vitória a Minas (Foto: Divulgação/PMI)Fonte: www.g1.globo.com