quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Amazon lança aluguel de livros digitais no Brasil

Da Folhapress
Preço médio dos e-books é de R$ R$ 15 / Foto: AFP
Preço médio dos e-books é de R$ R$ 15Foto: AFP
Usuários do leitor digital Kindle no Brasil poderão alugar livros por meio de uma mensalidade, num modelo de negócios similar ao de aluguel de filmes da Netflix.
O serviço, que a Amazon lança nesta quinta (11), custa R$ 19,90. Ao câmbio desta quarta (10), o valor é inferior ao dos EUA -US$ 7,62, ante US$ 9,99)- ou no Reino Unido (£ 4,85, ante £ 7,99).
O Brasil é o sexto país a oferecer o Kindle Unlimited, lançado nos EUA em julho. Concorrentes da Amazon ainda não oferecem serviço similar.
O serviço dá acesso a 700 mil livros digitais, dos quais mais de 10 mil em português. Isso equivale a um quarto do catálogo da Amazon de livros digitais em português.
"A lista vai crescer com o tempo", diz o gerente da Amazon Brasil, Alex Szapiro. O catálogo para alugar não contempla os mais vendidos da semana, mas inclui bestsellers dos últimos dois anos, além de clássicos.
COMO FUNCIONA - Cada usuário pode manter em seu aparelho no máximo dez livros alugados. Uma vez liberados, os livros podem ser novamente alugados -e voltarão para o aparelho na página em que foram abandonados e com eventuais anotações feitas pelo usuário.
Szapiro não revela detalhes de negociação com editoras, mas diz que foi feito um novo contrato específico para o Kindle Unlimited. A remuneração é variável e pode estar relacionada à demanda por aluguel de cada título.
Segundo a Amazon, o preço médio dos e-books é de R$ R$ 15. O leitor torna-se vantajoso para quem lê ao menos um livro por mês. O serviço pode ser testado gratuitamente por 30 dias. É possível cancelar a qualquer momento pela internet.
Estima-se que os e-books representem de 4% a 5% das vendas de livros no Brasil.
"Temos visto uma migração grande de clientes que começam comprando o livro físico e depois compram o Kindle e migram para o digital", diz Szapiro, que atribui parte dessa migração ao serviço "Leia enquanto enviamos", que permite começar a leitura no computador, tablet ou celular antes da chegada do recebimento da encomenda.
A Amazon completou dois anos de Brasil neste mês e sua atuação está restrita ao mercado editorial (físicos e digitais) e à venda de aplicativos para Android. A empresa não revela quando pretende ampliar a oferta de produtos.
Fonte: www.uol.com.br em 10.12.2014