segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Que bom ! Estamos em Crise!

Por: Marcos Fabossi (*)

Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países (e empresas), porque a crise traz progressos.

A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias.

Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar “superado”.

Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que as soluções. A verdadeira crise é a crise da incompetência.

Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que aflora o melhor de cada um.

Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, portanto, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.



Albert Einstein

Quando as coisas estão bem, é natural que nos acomodemos com os bons resultados e caminhemos para uma Zona de Conforto. Quando as crises aparecem, contudo, existem duas escolhas possíveis: Zona de Desistência ou Zona de Aprendizagem.

Os que apenas olham o problema, em geral escolhem a primeira opção, porque não conseguem enxergar além dele. Já os que colocam o foco na solução, enxergando com o coração aquilo que seus olhos ainda não conseguem ver, são os que escolhem aprender com a crise e superá-la, através de criatividade, empenho, dedicação e perseverança.

As crises, seja na vida pessoal ou profissional, são, de fato, grandes oportunidades de reinvenção, crescimento e realização. Se olharmos para nossa história, perceberemos que os momentos mais difíceis, apesar de não terem sido tão agradáveis, foram fundamentais para o nosso crescimento, amadurecimento e desenvolvimento.

Mas apesar do crescimento que ela pode trazer, não é preciso esperar por uma crise para “ser forçado” a melhorar. Mesmo que as coisas já estejam bem, sempre é possível melhorar um pouco mais.

A vida, a carreira, os relacionamentos, o casamento, as atitudes, o relatório, o resultado, a liderança, enfim, tudo pode melhorar um pouquinho, desde que estejamos dispostos a nos empenhar neste processo.
Com crise, ou sem crise, algumas perguntas que nos ajudarão a focar na solução e não no problema, e assim enxergar além do estamos vendo, são:

    O que eu posso fazer para melhorar ou resolver essa situação?
    O que eu preciso parar de fazer?
    O que eu preciso começar a fazer?
    O que eu preciso continuar fazendo?

Por isso, uma das responsabilidades do líder é inspirar a superação, de uma crise, quando ela se apresentar, ou de um bom resultado, que apesar de estar bom, pode certamente ficar melhor.

(*) Marco Fabossi  é Conferencista, Escritor, Consultor, Coach Executivo e Coach de Equipe, com foco em LiderançaSócio-diretor da Crescimentum – Alta Performance em Liderança, que tem como missão:Construir um mundo melhor, transformando pessoas em líderes extraordinários“.